Primeira vez com Dois macho

Contos eróticos primeira suruba
Contos eróticos primeira suruba

Eu tinha 17 anos e fomos em grupo fazer um trabalho escolar na casa de um amigo, estamos em 04 meninas e 03 meninos. No decorrer do dia, alguns acabaram indo embora, hora os pais de um vinha buscar, ora outro ia e acabou por ficando eu, o dono da casa e um amigo da sala. Para ajudar os pais do garoto não estavam e quando eu estava preparada para ir embora ai chuva caiu.

Anúncios

Eu já não era mais virgem e já tinha ficado com os dois, um no ano passado e outro no outro ano, mais não tinha sentido ainda a pica de nenhum deles. Eles eram amigos é claro e sabiam ai começou o papo: É Adriana ficou comigo mais só deu para ele não é; estávamos tomando vinho e eu já estava meio tonta, respondi que era conversa porque ambos sabiam que eu não tinha deitado com nenhum deles.

Quando fui perceber estava sentada no sofá no meio dos dois garotos eu percebi que eles queriam algo e comecei a imaginar dando para eles dois, fui ficando com um tesão, foi quando um deles falou, cadê aquele filminho que vimos outro dia?

Colocaram o filme e já da para imaginar do que era o assunto. Não demorou um deles passou o braço sobre o sofá e me abraçou o outro mais espertinho colocou a mão no meu joelho e chuva caindo e tome vinho.

A única maneira de sair da situação era de sair correndo na chuva mesmo, mais não sei se foi o vinho eu estava ficando excitada de pensar na situação. Foi quando eu disse, se acontecer algo aqui vai ficar só entre nós não é mesmo?

Na hora responderam que sim e os dois já estavam de barraca armada. Foi quando um dele me beijou e fiquei beijando enquanto o outro passava a mão em minhas pernas e pondo um de meus seios para fora da blusinha decotada e começou a chupa-lo eu já estava molhadinha e só de saber que tinha duas varas que logo estariam de algum jeito dentro de mim.

O que estava me beijando colocou o pinto pra fora, na qual eu comecei a cariciar e logo estava lambendo, fiquei de quatro no sofá chupando aquela pica, enquanto o outro puxava minha calcinha de lado e iniciou aquela linguada maravilhosa em minha buceta.

Eu chupava e era chupada, o pinto que eu chupava era o que eu sonhava pois, pagava maior pau para aquele carinha que hoje é o meu marido.

Enquanto eu delirava naquele pinto maravilhoso foi quando eu senti algo duro entrando na minha buceta, ai ai ai, ai eu me molhei todinha.

Aquela outra pica entrava em mim enquanto minha boca estava ocupada chupando o pau do Adriano. Mas eu queria aquele pinto na minha buceta foi quando parei de chupar e sai do outro pau, mudando de posição pedindo para o outro sentar para eu chupar seu pau enquanto de quatro o Adriano começa a colocar aquele pinto maravilhoso dentro do meu sexo.

Foi quando o dono da casa enquanto eu o chupava disse: Mas Adriana e se você engravidar… Ai tolinho se eu não tomasse remédio você acha que eu estaria assim. Foi quando o Adriano começou a bombar na minha buceta com força, eu gemia, gemia, gemia e apertava o pau do outro garoto.

O pau que eu segurava não aguentou e gozou, tentou por na minha boca mais não deixei, enquanto o gozo saia eu punhetava, punhetava até que senti aquele jato quente em minha buceta, o Adriano acabava de gozar enquanto eu já tinha me molhado por diversas vezes.

Fomos os três para o chuveiro na qual não demorou muito eu já estava bocanhando aqueles dois paus deliciosos. O Adriano era o mais delicado e gentil já o outro parecia galo não sabia o que eram preliminares.

Aqueles dois paus duro, a ponto de bala, fechamos o chuveiro e voltamos para sala nos beijos e aperto, tomei conta da situação e deitei o dono da casa no chão e comecei a cavalgar gostosamente naquela pica enquanto ele apertava os meus peitos, Adriano veio com o pau na minha boca, na qual babei, babei e disse não o quero aqui, percebendo logo se direcionou para traz e começou a lamber o meu cuzinho, ai que delicia eu estava delirando e com medo pois nunca tinha liberado o numero 02.

Foi quando eu senti aquela cabeça maravilhosa tentando entrar no meu rabinho, ai que dor, ai que dor, ai que delicia, ai rasgou, ai entrou, entrou um pouquinho, entrou a metade, ai entrou tudo. Ficou com ele parado dentro do meu rabo enquanto o outro socava a vara na minha buceta. Começou a bombar, começou a fuder o meu cu, pela primeira vez sentia um pau no meu cu e ainda melhor acompanhado com outro em minha buceta. Senti o dono da casa gozar e dor no meu cu era muito, mas gostoso.

Adriano me pegou, fiquei de quatro no sofá e gritei, gemi, gemi, gemi, gritava enquanto ele arrebentava o meu cu hora de vagar, hora com força, sangrou, doeu mais amei. Foi quando o premio veio dentro do meu cu, aquela porra toda enchendo meu cuzinho, ai que delicia, ai que suspiro.

Voltamos para o chuveiro e meu rabinho ainda sangrava, não muito mais sangrava, pedi que para eles deixarem eu tomar banho sozinha e que havia acabado, concordaram e saíram. Tomei meu banho, coloquei a minha roupa e a festinha acabou, e foi assim que aconteceu a minha primeira vez com dois. O dono da casa logo se mudou para outro estado e tempos depois eu e Adriano acabamos ficando juntos.

3 meses ago

Deixe uma resposta

ADVERTISING


Go to ZingTube Theme Option -> Advertisings Spots -> "Right Advertising Space on Video page" to change this content."